domingo, julho 17, 2005

Palpitações por pouca coisa

Emoção (do francês émotion): Psicol. Reação intensa e breve do organismo a um lance inesperado, a qual se acompanha de um estado afetivo de conotação penosa ou agradável. (Novo Dicionário Aurélio)

Foi uma semana emocionante. Não, não houve nada de tão estupefato para quem olha minha vida de fora. Mas daqui de dentro, a ótica foi bem, bem diferente.

Começou com um e-mail há muito aguardado. Um “post” simpático. A visita de duas amigas queridas. Duas decisões: a de tentar uma vaga como aluna especial no Mestrado. A segunda: construir uma ladeira nessa minha casa tão gelada.

Ainda no ranking das emoções, duas mudanças no cabelo: curtos e lisinhos (ainda vermelhos). Odiei o tratamento, em princípio. Comprei mais um chapéu. Depois, adorei o corte (que fiz hoje). Bom, esse é o tipo de emoção que só mulher entende!

O filho amado ficou doente mais uma vez. Logo, a emoção (se é que se pode catalogar como tal) de passar noites em claro, com termômetro em punho.

Rever minhas matérias na internet (pela necessidade de organizar um portfólio) também me fez reviver as emoções e sofrimento com cada uma delas. Senti muitas saudades que, em alguns momentos, ganharam forma e nublaram meus olhos (Não dá pra explicar. Só quem tem isso na alma pode entender o que é a emoção de passar 12 horas trabalhando e ir embora cansada, de saco cheio, mas feliz).

Emocionei-me ouvindo "Bad", "Stay" e "Walk On", do U2. Ao ver o depoimento do Marcos Valério (essa foi piadinha óbvia). Durante o filme 'aguinha' com açúcar "Como se fosse a primeira vez" (essa é verdade verdadeira) e ao trailler do "A Fantástica Fábrica de Chocolates" (espero ansiosamente pela estréia no dia 22).

Pra ser sincera, acho que minhas emoções ganharam conotação hiperbólica. Tanto faz. Sinto-me feliz com elas.

2 comentários:

Luiz Eduardo disse...

emocionalmente emocional... quem diria em ruiva? aquela menina dura tem uma série de ondas dentro de si... nem boas, nem ruins... apenas reais... sabia q falei de Walk On sem ver seu blog? legal né? Cê sabe que torço por vc... e eu nao estou nem um pouco ansioso pra ver o eduard maos de tesoura brincar de wonka com os anoes lumpa... odeio essas coisas meio arte demais... até infanto-oníricas (essa eu mandei bem hein?) rs... falow... bjo

Marcelo Oliveira disse...

Bom isso aqui. Tô gostando de invadir suas "insanidades". Também adoro filmes agua com açúcar, tipo "Como Se Fosse a Primeira Vez". Para mim, o Sandler e a Drew fazem uma dupla perfeita. Já viu "O Cantor de Casamento"???

Zoyd
Amigo do Keiny